Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Buscar  



(73)999234166

Hora Certa
No Ar
Musical com Musica
Peça sua Música

  • Binha Morbeck
    Cidade: Jequié
    Música: acalma o meu coração
  • Emerson Moraes
    Cidade: IRAJUBA-BA
    Música: Amar como Jesus amor
  • Ane Gonçalves
    Cidade: Jequié
    Música: Chuva de graca
  • SILVIO CESAR PEREIRA SANTOS
    Cidade: JEQUIE
    Música: NINGUEM EXPLICA DEUS
  • niltonjunior
    Cidade: recife-pe
    Música: tu podes regis danese
  • niltonjunior
    Cidade: recife-pe
    Música: familia,regis danese
Publicidade Lateral
Chat dos Ouvintes

Digite seu NOME:


Estatísticas
Visitas: 78507 Usuários Online: 31


Artigos

Pe. Zezinho- O DEUS QUE NUNCA VIMOS


      A noção de Deus nunca é perfeita ou completa. Somos capazes de conhecê-lo, mas sofremos de um grande limite: não somos capazes de conhecê-lo como Ele é. Crer na sua existência é uma coisa, mas ainda não é saber como Ele é
     De crer que Ele existe e age, sim, somos capazes. Ele dá sinais. De descrevê-lo e defini-lo não somos capazes.
     Um balde pode encher-se de água do oceano, mas não pode conter o oceano! O pouco de mar que ele tem é suficiente para enchê-lo até à borda, mas é tão pouco que na verdade não chega a 0,0000000001% daquelas águas.
     Sobre Deus o pouco que podemos saber já é muito. Há baldes que não seguram nenhuma água: são furados. Há outros que seguram quase nada: são pequenos demais, como os baldes de plástico das crianças. Há outros maiores que levam 30 a 40 litros. E há os barris que levam 100 a 500 litros. Mas balde ou barril algum, por mais cheio que esteja é tão sólido e firme que não perca alguma água pelo caminho.
Somos estes baldes. A água vem do mar, mas é quase nada comparada ao mar de águas à nossa frente. Façamos bom uso do pouco que podemos saber sobre Deus.

Pe. Zezinho scj

Parceiros

Web Radio na Graça do Espirito
Copyright (c) 2017 - Na Graça Do Espirito - Todos os direitos reservados