Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018

Buscar  



(73)999234166

Hora Certa
No Ar
Direção Esperitual com o Padre Alessandro Campos
Peça sua Música

  • Binha Morbeck
    Cidade: Jequié
    Música: acalma o meu coração
  • Emerson Moraes
    Cidade: IRAJUBA-BA
    Música: Amar como Jesus amor
  • Ane Gonçalves
    Cidade: Jequié
    Música: Chuva de graca
  • SILVIO CESAR PEREIRA SANTOS
    Cidade: JEQUIE
    Música: NINGUEM EXPLICA DEUS
  • niltonjunior
    Cidade: recife-pe
    Música: tu podes regis danese
  • niltonjunior
    Cidade: recife-pe
    Música: familia,regis danese
Publicidade Lateral
Chat dos Ouvintes

Digite seu NOME:


Estatísticas
Visitas: 84682 Usuários Online: 9


Brasil

Publicada em 11/01/18 as 11:46h - 252 visualizações
Papa Francisco fala sobre a mudança de religião

Na Graça Do Espirito


 (Foto: Na Graça Do Espirito)

Vaticano, 09 Jan. 18 / 10:00 am (ACI).- Em seu discurso ao Corpo Diplomático acredito junto à Santa Sé, o Papa Francisco refletiu sobre o direito à liberdade religiosa, especificamente sobre a possibilidade de mudança de religião.

NO Palácio Apostólico do Vaticano, o Santo Padre  fez na segunda-feira, 8 de janeiro, uma extensa reflexão sobre os direitos humanos, recordando que neste ano de 2018 se completará 100 anos do final da Primeira Guerra Mundial.

O Pontífice ressaltou em seu discurso que "entre os direitos humanos que gostaria de lembrar hoje, está também o direito à liberdade de pensamento, de consciência e de religião, que inclui a liberdade de mudar de religião".

Francisco comentou que, infelizmente, "o direito à liberdade religiosa seja muitas vezes menosprezado não sendo raro que a religião se torne quer ocasião para justificar ideologicamente novas formas de extremismo quer pretexto para a marginalização social, senão mesmo perseguição, dos crentes".

Em seguida, o Santo Padre sublinhou que "a construção de sociedades inclusivas requer como condição uma compreensão integral da pessoa humana, que pode sentir-se verdadeiramente acolhida quando é reconhecida e aceite em todas as dimensões que constituem a sua identidade, incluindo a dimensão religiosa".

Falando, logo após, sobre a Síria, o Pontífice ressaltou a importância de "trabalhar para promover as condições jurídicas, políticas e de segurança, em ordem a uma retomada da vida social, onde cada cidadão, independentemente da sua pertença étnica e religiosa, possa participar no desenvolvimento do país".

"Neste sentido, é vital tutelar as minorias religiosas, entre as quais se contam os cristãos, que há séculos contribuem ativamente para a história da Síria", acrescentou.


Fonte:acidigital




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros

Web Radio na Graça do Espirito
Copyright (c) 2018 - Na Graça Do Espirito - Todos os direitos reservados